Volkswagen Magazine

História

Homenagem ao clássico.

Design Volkswagen apresenta o Show Car Gol GT

Concept no Salão do Automóvel e revive o

ícone esportivo do Brasil nos anos 1980.

Texto Thiago Vinholes
Fotos Luciano Munhoz

Apesar das diferenças, separadas por mais de 30 anos, o Gol GT Concept manteve alguns dos principais detalhes do modelo original. As rodas aro 18”, com design Serron, lembram o desenho das Snowflakes, usadas no modelo antigo, e a carroceria tem apenas duas portas. Já os faróis de neblina, uma das marcas mais reconhecidas, foram transformados em LEDs e incorporados ao para-choque.

O carro-conceito traz o que o Gol GT tinha de mais marcante. Está tudo lá: o aerofólio, os apliques nas laterais, o escapamento com duas ponteiras, a sigla GT em letras garrafais... Os detalhes do interior também não foram esquecidos. A exemplo do modelo dos anos 1980, a cabine do novo tem bancos tipo “concha” com faixas dégradé, outro detalhe que marcou época. O conceito ainda ganhou volante com base reta e pedais com capas cromadas.

Difícil encontrar alguém que não se lembre do icônico Gol GT. Esse carro, que estreou em 1985, foi projetado para andar rápido e desenhado especialmente para arrancar olhares fascinados por onde passava – charme que ainda o mantém vivo no coração de uma legião de fãs. Tido até hoje como um dos modelos mais aclamados da indústria brasileira, foi escolhido para receber uma homenagem especial, apresentada na última edição do Salão do Automóvel, em São Paulo. Afinal, como o GT seria se fosse lançado hoje?


Renascido na plataforma do Gol atual, o Gol GT Concept redefine e atualiza o conceito de um dos maiores mitos sobre rodas no Brasil, mantendo todo o DNA esportivo que esse nome inspirava no passado e continua inspirando.


Como não poderia deixar de ser, o trabalho de criação desse Show Car foi liderado por um fã do clássico, José Carlos Pavone, Gerente Executivo de Design da Volkswagen na América do Sul. “Eu cresci nos anos 1980. No meu tempo, o Gol GT era a ‘o carro’, por isso foi muito legal trabalhar nesse projeto com meu time. Também foi um grande desafio, considerando o tempo disponível para terminá-lo antes do Salão”, conta.

Os faróis de neblina foram transformados em LEDs.

»eu cresci nos anos 1980. No
meu tempo,

o gol GT era
‘o carro’. «

José Carlos Pavone, Gerente Executivo de
Design da Volkswagen na América do Sul

No início de todo projeto, Pavone não dispensa a boa e velha caneta. “O processo de desenvolvimento de um novo carro ou de um conceito sempre começa com rabiscos em uma folha de papel. Com o Gol GT Concept não foi diferente. Desenhamos as primeiras ideias, ainda que exageradas, e depois as transferimos para o computador, onde podemos aperfeiçoar os traços e criar simulações em 3D”, explica ele.

Terminada a sessão de testes “virtuais”, o time de design literalmente coloca a mão na massa. Um modelo do carro em escala real é todo moldado em argila, trabalho realizado por “robôs escultores” e modeladores profissionais. Foi durante esse processo, com um conceito de barro, que os últimos detalhes do Gol GT Concept foram definidos. Em seguida, os designers receberam um Gol duas portas da linha de produção e iniciaram a transformação esportiva.

TRABALHO EM EQUIPE

O processo de criação do Gol GT Concept envolveu cerca de 40 profissionais da marca, entre designers de exteriores e interiores, modeladores e mecânicos, todos do Centro de Design da Volkswagen na fábrica de São Bernardo do Campo (SP). Foi uma verdadeira maratona em equipe: o time levou apenas dois meses da concepção à construção do Show Car, passando por todas as etapas do projeto. O carro ficou pronto uma semana antes da abertura do Salão do Automóvel. “Todas as expectativas foram superadas, inclusive o temor da equipe com o prazo. Deu tudo certo!”, conta, aliviado, Pavone.

Em seguida, o projeto vai para o computador. Um modelo em tamanho real é moldado em argila, e nele são feitos os últimos ajustes antes da produção.
Tudo começa na prancheta, onde são lançadas as ideias (ao lado, o supervisor de Shape Design, Guilherme Knop).

O projeto de design da marca aqui no Brasil ou em qualquer outro país é realizada pela Matriz, na Alemanha. Em alguns casos, os responsáveis solicitam alterações nos desenhos. “Com o Gol GT Concept, a aprovação foi imediata. Os alemães gostaram muito do nosso carro, o que para nós é especial”, comemora Pavone, que já desenhou outros carros importantes, como o Passat comercializado nos Estados Unidos. Tirar essa ideia do papel e levá-la ao Salão foi a realização de um sonho para essa equipe de amantes do design e do Gol GT. Já sair do Salão e ganhar as ruas é algo bem mais distante. Apesar disso, o designer-chefe da Volkswagen acredita que uma hipotética versão de série do novo Gol GT poderia encontrar novamente seu lugar ao sol no mercado brasileiro. “Quem não gostaria de ter um Gol GT?”, empolga-se.

 

Por enquanto, essa proposta criada pelo time ajudou a matar a saudade de quem guarda as lembranças do ícone. E, com certeza, vai servir de inspiração para uma nova geração de fãs.

PALAVRA DO CHEFE

O designer José Carlos Pavone assumiu o projeto após uma temporada de 12 anos fora do Brasil


1. Qual é a diferença entre os estilos do Gol GT e Gol GT Concept?
Nos anos 1980, os carros compactos eram desenhados com linhas de cintura planas, horizontais, formato que hoje é muito aplicado em sedãs e SUVs. Atualmente, o conceito de esportividade no visual vem a partir de linhas verticais, mais inclinadas, que transmitem mais movimento. Independentemente do tempo, as duas gerações seguem os valores de design da Volkswagen, com linhas definidas, cada uma da melhor maneira de acordo com seu tempo. Hoje, os carros são mais expressivos em termos de superfície do que antigamente.

» Com o Gol GT Concept, a aprovação foi imediata. Os alemães gostaram muito do nosso carro, o que para nós é especial. «

José Carlos Pavone, Gerente Executivo de Design da Volkswagen na América do Sul

2. Como foi trabalhar na criação do Gol GT Concept?
Esse foi meu primeiro projeto depois que assumi o cargo de Gerente Executivo de Design. Fiquei 12 anos trabalhando fora do Brasil, em estúdios de design da Volkswagen na Alemanha e na Califórnia. Por isso, voltar e já me dedicar ao Gol GT Concept foi sensacional. Na minha adolescência, o Gol GT, e outras versões como o GTS e o GTi, eram alguns dos meus carros favoritos.


3. Podemos sonhar com um novo Gol GT?
Não sou a pessoa mais apropriada para responder a essa pergunta... Mas, levando em consideração somente as modificações no design, a alteração da linha de montagem do Gol para receber uma hipotética versão ou série limitada GT talvez não seria tão complexa. Sempre surgem novas tendências no mundo dos carros, mas a dos esportivos nunca acaba.